quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Atividades realizadas em janeiro 2011


No início de janeiro 2011 estivemos na região do Cariri no Ceará, onde o Pr. Ronaldo esteve celebrando o casamento de Jean e Maisa em Missão velha, essa cidade fica próximo a Juazeiro do Norte, famosa pelas romarias que são realizadas em função da estátua gigante de Padre Cícero...
O evangelho lá tem crescido... Estivemos com o Pr. Rubens e Bety, que estão à frente da PIB de Juazeiro do Norte há 4 anos, juntos eles tem feito um trabalho maravilhoso para alcançar vidas naquela região.
A Cruzada estudantil na ocasião estava realizando o Instituto de multiplicadores espirituais lá como o alvo de plantar 2 igrejas.
                               CONSTRUIR PARA ALCANÇAR VIDAS
Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele. João 3:17

2011 está em curso, temos diversos desafios para realizar nesse ano, dentre eles os avanços missionários nas cidades e povoados com baixo índice de cristãos  no sertão Nordestino.
O nosso primeiro avanço será dias 1 á 8 de março de 2011 nos sítios de Inajá PE, onde passamos a última semana no sírio iniciando a construção de um espaço físico no sítio das Baixas para realizarmos cultos, projeções de filmes, oficinas, e será um ponto de apoio para podermos permanecer ali e alcançar vidas. Assim mais uma igreja será plantada no Sertão.
O custo da construção ficará em torno de R$ 28.000,00.
Nós conseguimos parte doações para o início da obra em Santa Cruz do Capibaribe... O Alicerce foi feito por Ronaldo, Manoel e mais 3 voluntários, agora, precisamos de apoio para levantar as paredes. Orem por nós, pelos recursos para que possamos avançar com esse objetivo. Sabemos que não será fácil, no entanto, Deus é o mais interessado na expansão do seu reino na terra, por isso, cremos que Ele estará ao nosso lado nessa empreitada. VOCÊ PODE CONTRIBUIR SE DESEJAR: ASSOCIAÇÃO PÃO É VIDA - AG: 0361- 1- CONTA CORRENTE 15.422-9 - BANCO DO BRASIL.
 O RELATO DE ALGUNS DOS DIAS EM QUE ESTIVEMOS NA COMUNIDADE.
INAJÁ 18 DE JANEIRO DE 2011: Saímos do Agreste de Pernambuco 4 da manhã com destino a Manari, de onde sairíamos para o sítio das Baixas, já no município de Inajá, onde nos foi oferecido por um sertanejo temente a Deus, um terreno para que construíssemos um espaço físico para realização de atividades.
Durante a tarde recebemos parte do material de construção que nos foi doado para que esse espaço físico fosse erguido.
O acesso ao sítio é precário, até certo ponto tem uma estrada de terra, depois, só trilhas feitas pelos moradores que retiram areia com carro de mão.
Fomos bem recebidos pelo Zé de Zé Preto e sua esposa, o casal que nos cedeu o terreno para realização da construção.
 Ronaldo Henzel, Missionário Manoel Antônio e mais dois voluntários (Leidson e Lelego) iniciaram a montagem do acampamento e escavação dos buracos para  o alicerce da obra. Nossa barraca ficou pronta já passava das 18:00h, preparamos o jantar alguns moradores da comunidade estiveram por perto observando a movimentação. Após o jantar fomos buscar água. Nosso banho foi atrás do arbusto perto do acampamento. Graças a Deus pelo poço artesiano perfurado ali que nos facilita o acesso a água.
DIA 19 DE JANEIRO DE 2011: Hoje foi o dia em que as sapatas ficaram prontas, o terreno é extremamente arenoso por isso foi preciso usar cimento e ferro para fazer as bases. As crianças se aproximaram mais uma vez do local junto com seus pais e foi assim que conhecemos o pequeno Dedé, menino de cabelos loiros e encaracolados com grandes olhos verdes. O Dedé tem cerca de 5 anos e um jeito especial de chamar a atenção, primeiro me pediu que *eu levasse uma peteca para ele( peteca aqui é uma baleadeira). Depois de andar atrás de mim toda a manhã mostrando um espinho que estava incrustado na sua mão, depois de analisar a situação, vi que além de se livrar do espinho ele queria um pouco de atenção, batemos um papo e ficamos amigos.
Um momento marcante pra nós foi perceber que as cestas que levamos antes do natal acabaram e ver a pequena Janete com cerca de 3 aninhos, chorando querendo que a mãe dividisse o peito do bebê com ela. A mãe bem que tentou, mas, não havia mais leite, então ela preparou uma mamadeira de garapa (água e açúcar) pra criança...
Hoje o trabalho na obra rendeu bem, enquanto os homens montavam as ferragens *eu me reuni com as mulheres da comunidade para compartilhar de Jesus e lhes ensinar fazer crochê, elas ficaram bem empolgadas. Algo simples que me ajudou a me aproximar delas. Durante o entardecer eu tive oportunidade de compartilhar meu testemunho pessoal com a esposa de Zé preto, lhe mostrando as mudanças que Deus fez em minha vida após entregar minha vida a Jesus.
DIA 20 DE JANEIRO DE 2011: Acordamos às 4 da manhã com uma linda lua que se recusava ir embora do céu para dá espaço aos raios do sol. Como uma moldura era enfeitava o céu do Sertão.
Durante a colocação do concreto Ronaldo se feriu ao movimentar tonel para armazenar água. Foi um corte profundo e por isso sangrou bastante. O Zé Preto que estava por perto logo providenciou leite de uma planta chamada Pinhão e aplicou sobre o corte que logo estancou o sangue. Depois ele raspou um caule de outro arbusto e dali retirou uma massa que também aplicou no ferimento. Assim Ronaldo continuou trabalhando, embora com a limitação de não puder realizar todos os movimentos com tanta agilidade...
O Odair ficou durante todo o dia caminhando conosco andando descalço na areia quente e como estava sempre conosco... tratou de acrescentar mais um pedido a sua lista,  já que não vai me dá uma peteca, você pode trazer uma bicicleta para mim? Eu expliquei a Odair que eu não tinha bicicleta, mas, que Papai do céu tem o poder de lhe presentear com uma bicicleta se assim desejasse fazer.
Durante o fim da tarde um agente de saúde estava por perto e Ronaldo teve a oportunidade de compartilhar do amor de Deus expresso na pessoa de Jesus por ele. O Cícero ouvia atentamente a mensagem de Cristo durante o entardecer sertanejo... Ele orou aceitando a Cristo com olhos marejados.
*Joana Darc M. Henzel
OFERTAS PARA O CASAL - CAIXA ECONÔMICA FEDERAL – AG: 1038 –OPERAÇÃO 013 - 9210-1 EM NOME DE JOANA DARC DE MEDEIROS HENZEL - EMAIL E  MSN: ronaldo_joanadarc@hotmail.com - Telefones Claro (81) 9278 9315 (81) 9752 0140 (Tim).

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Brasil doou 500 mil toneladas de alimentos à ONU

FOTO DA SÉRIE EXILADOS DA FOME
Uma notícia fez pulsar os corações de muitos brasileiros na última semana, quando o O Brasil doou 500 mil toneladas de alimentos à ONU. Quem não ficaria feliz em ver a preocupação do nosso governo com os povos famintos da África e outros países em conflito. Os alimentos serão encaminhados a países em situações de emergência ou afetados por conflitos e desastres naturais, principalmente em África e na América Latina. O montante é a maior doação já feita pelo governo Brasileiro e coloca o país está entre os dez maiores colaboradores do PAM.
Que a generosidade é mesmo uma marca do povo brasileiro, isso é ponto pacifico. O que soa estranho é o volume da doação e para quem foi doado.
Boa parte dos brasileiros sabem dos esforços diplomáticos do ex-presidente Lula para que o Brasil tivesse uma cadeira permanente no Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas).
Mais o que vem a ser Conselho de Segurança da ONU?
O Conselho de Segurança da ONU conta com 15 membros, sendo que cinco deles detém uma cadeira permanente no grupo. Os demais são rotativos, com mandatos de dois anos. Os cinco membros permanentes são França, Estados Unidos, Reino Unido, Rússia e China.
Nos últimos anos aviões e aviões decolaram desse país levando remessas de donativos para países em dificuldade. Isso não é nada novo em nosso país, faz parte da política externa do Itamaraty chama-se “política de prestígio”.
O fato interessante é que causa interrogações é o porquê dessas atitudes tão generosas... Temos tantos problemas para solucionar em nosso próprio País que demonstrações de solidariedade assim deixa muitos brasileiros com “uma pulga atrás da orelha”.
Um exemplo de problema latente brasileiro é a situação das cidades nordestinas que sofreram com as enchentes em 2010. Pontes e casas que não foram reerguidas, um grande contingente de pessoas afetadas continua vivendo em casa de parentes ou em barracas.
FOTO DA SÉRIE EXILADOS DA FOME
Tivemos eleições em 2010, graças a Deus pela democracia. O fato curioso é que muitos candidatos evitaram passeios e campanhas nas cidades atingidas pelas cheias. Segundo os moradores, quase nenhum político percorreu as ruas das cidades devastadas.
Outro problema que pode ser citado é visto no interior de diversos estados nordestinos, onde é possível encontrar crianças que ficaram cegas por causa da inanição, ou famílias que não participam dos programas sociais do governo federal porque o recurso ficou nas cidades, onde os beneficiados são pessoas que trabalham com carteira assinada ou pessoas que vivem bem acima da linha de pobreza... Mas, que foram apadrinhados por algum prefeito ou secretário com poderes especiais. Para que novos beneficiados tenham aos programas do governo federal como fome zero é necessário que outro beneficiado que melhorou sua situação sócio econômica abra mão do benefício. Quantos realmente têm essa nobre atitude? O que há de funcionários sendo hostilizados e xingados porque seu beneficio foi cortado, daria para encher várias laudas. Pior ainda, são aqueles que mentem descaradamente para conseguir o tal benefício.

CRIANÇA DENTRO DE UM ARMÁRIO

O Brasil tem todo o direito de ser generoso, principalmente ser generoso com os próprios brasileiros, demonstrando vontade política para mudar a realidade de sermos o 8º país mais desigual do planeta.

Segundo a própria ONU, O Brasil é o país onde 50,01 % da população das áreas rurais vivem em situação de completa miséria.