terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

DIAS FELIZES NO SERTÃO

                   
Dia 18 de fevereiro de 2012 uma equipe composta por 22 voluntários saíram de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, para passar o feriado de carnaval no Sertão do Moxotó, onde a Pão é Vida está desenvolvendo ações e projetos.
Uma oportunidade impar para vários voluntários que tinham o desejo de conhecer os projetos realizados com as famílias de sítios de Inajá e Manari.

O plantio das primeiras árvores frutíferas, como parte do projeto piloto que a ONG Pão é Vida, voluntários e parceiros estão desenvolvendo foi realizado com sucesso, futuramente as famílias terão abundância de alimentos em meio à terra árida.

O objetivo da ONG é proporcionar uma mudança de atitude em direção oposta ao assistencialismo, pois as famílias são muito carentes, a única fonte de renda que possuem é oriunda dos programas sociais do governo federal.
É comum chegar nas casas de taipa e nos deparamos com realidades que deveriam ter ficado no passado... casas sem mobília, camas de varas com colchões de capim, crianças que se alimentam com garapa (uma mistura de açúcar com água).
Sabemos que não se muda uma realidade centenária facilmente, por isso, estamos trabalhando com a comunidade a partir da informação e conscientização.
Um poço foi perfurado recentemente para fins de irrigação, ele estará sendo equipado para iniciar a transformação nessa parte do Nordeste.
FOI REALIZADO O SUPERMERCADO DA SOLIDARIEDADE

Ó vós, todos os que tendes sede, vinde às águas, e os que não tendes dinheiro, vinde, comprai, e comei; sim, vinde, comprai, sem dinheiro e sem preço... Isaías 55.1
É um projeto que levar alimentos sem dinheiro e sem preço onde as pessoas levam para suas casas o que mais precisam, como quando vamos o mercado e buscamos aquelas coisas que está faltando na cozinha
Um dos momentos mais marcantes em Inajá dias atrás foi quando as mães fizeram a fila para receber os alimentos. Eu costumo perguntar á elas, se você fosse ao mercado hoje o que você levaria para casa?
Elas respondem geralmente o que está faltando.. E nos chamou atenção uma mulher que  nunca havíamos visto antes. Ela disse: O que você me der eu aceito...  explicamos que seria interessante ela levar algo que não tivesse em casa... Ela me olhou e disse: “Eu não tenho nada em casa", fazem 2 dias não boto a "panela no fogo”

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Esse carnaval que vai entrar para história

Nosso carnaval em 2012 será nos sítios Baixa I e II e na Ribeira em Inajá, além de atividades culturais, como filmes, realizaremos visitas e atendimento o supermercado da solidariedade. ( saiba mais lendo todo o texto)
Talvez alguém que não sabe da história... a primeira vista pense que esses alimentos vão para alguma festa numa casa de praia... Não, não... Irá alimentar vidas no Sertão do Moxotó, onde passaremos os dias de carnaval! Seremos 20 voluntários nesse nobre projeto...
Dentre eles: Ronaldo, Joana, Carolina, (foto á direita ao lado do Ronaldo) Deivid, Carlos, Edjane, Davi, Edinaldo e Elisangêla.
Sairemos no sábado, dia 18 de fevereiro pela manhã com destino ao Sertão do Moxotó. Agradecemos aqueles que irão conosco ou contribuíram para que esses alimentos chegassem para as famílias...

                SUPERMERCADO DA SOLIDARIEDADE

Ó vós, todos os que tendes sede, vinde às águas, e os que não tendes dinheiro, vinde, comprai, e comei; sim, vinde, comprai, sem dinheiro e sem preço... Isaías 55.1
É um projeto que levar alimentos sem dinheiro e sem preço onde as pessoas levam para suas casas o que mais precisam, como quando vamos o mercado e buscamos aquelas coisas que está faltando na cozinha
Um dos momentos mais marcantes em Inajá dias atrás foi quando as mães fizeram a fila para receber os alimentos. Eu costumo perguntar á elas, se você fosse ao mercado hoje o que você levaria para casa?
Elas respondem geralmente o que está faltando.. E nos chamou atenção uma mulher que  nunca havíamos visto antes. Ela disse: O que você me der eu aceito...  explicamos que seria interessante ela levar algo que não tivesse em casa... Ela me olhou e disse: “Eu não tenho nada em casa", fazem 2 dias não boto "panela no fogo”

Estupro coletivo como "presente de aniversário" Crime Bizarro na Paraíba



                     Presos 10 envolvidos em estupro e morte em festa na Paraíba

 7 dos 10 acusados pelo crime, 3 são menores de idade
A Polícia da Paraíba prendeu dez homens - dentre os quais três adolescentes - acusados de envolvimento no estupro de cinco mulheres e nas mortes de duas delas na madrugada de domingo. As mulheres foram estupradas durante uma festa de aniversário em uma casa no centro da cidade de Queimadas, a 140 quilômetros de João Pessoa.

Os crimes chocaram os cerca de 40 mil habitantes de Queimadas. A primeira versão dava conta de que cinco homens encapuzados teriam invadido a casa, amarrado e trancado todos os homens em um quarto e estuprado todas as mulheres.

No início das investigações, a Polícia desconfiou da participação dos donos da casa nos crimes, os irmãos Eduardo e Luciano dos Santos Pereira, que foram presos no velório das duas mulheres estupradas e mortas. A Polícia descobriu que os crimes teriam sido premeditados e que os estupros teriam sido 'um presente' de Eduardo para Luciano, o irmão aniversariante.

Segundo o superintendente da 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Campina Grande, André Rabello, o crime teria sido planejado pelos irmãos na manhã do último sábado. Luciano pediu ao irmão que atraísse as mulheres para a festa.

De acordo com a delegada Cassandra Duarte, as duas mulheres mortas - a recepcionista Michele Domingos da Silva, 26 anos, e a professora Isabela Pajussara Frazão Monteiro, 28 anos - eram amigas dos irmãos que organizaram a festa. Michele foi assassinada na lateral da igreja matriz de Queimadas, no Centro da cidade.

Ela foi morta a tiros após se jogar de uma caminhonete em movimento. Michele foi socorrida ainda com vida, mas morreu a caminho de um hospital de Campina Grande. Isabela foi encontrada morta, nua, numa comunidade rural a dois quilômetros da cidade. Ela estava com os pés e mãos amarrados, olhos vendados e a boca amordaçada com uma meia. O corpo estava na carroceria da caminhonete.

Isabela e Michele, segundo a Polícia, foram assassinadas porque identificaram os estupradores. Outras mulheres - ao todos eram sete - foram preservadas por serem esposas dos dois irmãos acusados.

A delegada Cassandra Duarte disse que as esposas dos acusados foram feitas reféns e trancadas no banheiro. "Elas não sabiam que os maridos tinham planejado o crime. Foram vítimas também. Elas pensavam que havia sido um assalto, assim como eles inventaram para polícia", disse a delegada. Segundo o delegado, todos os homens que estavam no local sabiam do plano.

Quadrilha de Queimadas é transferida para João Pessoa-PB
Já estão no Presídio de Segurança Máxima, PB1, em Jacarapé, na Capital, os sete acusados pelo estupro coletivo de mulheres no município de Queimadas no último final de semana.
Um forte esquema foi montado para garantir a segurança da ação policial. Foram utilizadas 8 viaturas da Polícia Civil além do auxilio de outros policiais no trajeto.

A transferência dos acusados para o presídio em João Pessoa foi solicitada pela Corregedoria Geral de Justiça da Paraíba, temendo pela vida dos estupradores em penitencíárias de Campina Grande.

Estupradores executaram músicas religiosas em alto volume  para abafar gritos das vítimas.
Os gritos de socorro das mulheres estupradas em Queimadas foram abafados por músicas religiosas.
As canções, fazendo menção a Deus, foram executadas pelos irmãos Luciano e Eduardo, e seus oito comparsas, quando promoviam violência sexual coletiva contra seis mulheres.
As revelações foram colhidas pela delegada Cassandra Duarte, titular da Delegacia de Homicídio de Campina Grande, durante as oitivas realizadas ontem com os integrantes do bando. Todos estão detidos.
A delegada disse que a cada dia se surpreende com as informações levantadas dos bastidores do crime, que culminou com a morte de duas mulheres - A recepcionista Michele Domingos da Silva, 29, e a professora Isabela Jussara Frazão Monteiro, 27.
“São detalhes da imensa crueldade”, disse a delegada.
As mulheres foram convidadas a participar da festa de aniversário de Eduardo. E o estupro coletivo seria um presente para o aniversariante, preparado pelo irmão Luciano e seus comparsas ao longo de quinze dias.
Fonte:  Correio  da PB



Sobrinho de prefeito e de Deputado Estadual está envolvido ...


Integrante de bando que estuprou e matou mulheres é sobrinho do prefeito de Queimadas.  A notícia foi confirmada pelos agentes da Delegacia Especializada em Homicídios de Campina Grande no início na noite desta segunda-feira. O jovem estudante Diego do Rego Domingues, de 19 anos, é mesmo sobrinho do prefeito da cidade Queimadas Carlinhos de Tião e de seu irmão, que é deputado estadual pelo PMDB, Doda de Tião. A notícia do envolvimento e da prisão do rapaz na noite de ontem caiu como uma bomba na família de lideranças políticas que tentaram esconder o fato, no entanto, a situação foi confirmada pelas autoridades policiais. De acordo com a Polícia Civil, Diego do Rego seria amigo dos irmãos Eduardo e Luciano que seriam os mentores e responsáveis pela prática criminosa. O sobrinho do prefeito também teria abusado sexualmente das mulheres durante o aniversário, quando se passou por um assaltante.
Diego do Rego Domingues e os outros seis envolvidos (maiores de 18 anos) foram autuados em flagrante acusados nos crimes de estupro, homicídio qualificado e formação de quadrilha. Eles estão recolhidos na carceragem da Central de Polícia Civil de Campina Grande e deverão ser transferidos nesta terça (14) para a Penitenciária de Segurança Padrão (Antiga Máxima).
Os outros três envolvidos no delito são menores e serão encaminhados para Lar do Garoto, em Lagoa Seca. Temendo revolta em Queimadas e Campina Grande , Polícia transfere acusados de estupros e assassinatos para João pessoa.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Uma mulher de fé
Uma Mulher de Fé
Kleber Lucas

Uma mulher de fé move o coração do Rei
Faz o deserto florescer
Uma mulher de fé é incansável na esperança
Traz na lembrança o bem de Deus
E não desistirá jamais
Quando uma mulher decide orar
E derramar o coração aos pés do salvador Jesus
Deus não negará o seu melhor
A uma mulher de fé, uma mulher de fé
Uma mulher de fé tocou no manto do Senhor
E o impossível aconteceu e acontecerá
Uma mulher de fé tocou no manto do Senhor
E o impossível vai acontecer com você
Quando uma mulher decide orar
E leva os sonhos ao Senhor
E ora mesmo pra valer
Deus responderá com o melhor
A uma mulher de fé, uma mulher de fé

Autora do artigo com Joana D ´arc
Não tenho palavras que expressem as mulheres de fé que tive e tenho o prazer de conviver.

Aprendi que o perdão acontece antes em nosso coração, mesmo que seja humanamente impossível perdoar, o dom do perdão é divino e Ele faz brotar em nossos corações.
Joana, uma mulher de fé, que sonha os sonhos do Senhor, que imagina os impossíveis e Deus realiza.
Joana, uma líder.
Já está no nome, JOANA D'ARC!
Ela faz, ela acontece; leva o nome do Senhor Jesus consigo.
Deus usa a Joana em tudo que faz.
Ela se ajoelha diante desse Deus, se compromete com Ele, não troca este Deus por nada nem ninguém deste mundo.
Ela é uma mulher de fé, é abençoada e abençoa vidas.
Que responsabilidade imensa escrever a respeito dela.
Ela é linda: é esposa, missionária, assistente social, dirigente de uma ong; é batalhadora, guerreira, é serva, filha. É especial, é uma mulher de fé.
Olho para a vida da Joana e vejo alguém que é vaso nas mãos de Deus, uma pessoa quebrantada e usada para a honra e glória do Pai.
É bonito ver Joana.
Difícil é encontrar pessoas como ela.
Sua fala é mansa, seu jeito é doce, mas não pensem que ela é quietinha, que nada! Joana é "braba" como diriam os nordestinos. Joana é um exemplo.
Não posso me prolongar, se o fizer, certamente falharei.
Deus abençoe esta mulher, linda filha de Deus.